A grande missão da logística é tornar toda a cadeia de suprimentos o mais eficiente e eficaz possível, enquanto a tecnologia caminha em direção a ofertar soluções para as mais diversas atividades em prol da melhoria contínua.

O novo padrão logístico, nomeado de Logística 4.0  segue as diretrizes e faz alusão à Quarta Revolução Industrial, iniciada após a detecção da convergência de novas tecnologias atuando simultânea e exponencialmente nas mais diversas frentes, que abrangem setores desde saúde à economia social.

Diante da convergência de tecnologias,  a Logística 4.0 toma novas proporções, a partir do momento em que enxerga possibilidades de gerar resultados melhores em toda sua cadeia de suprimentos, tendo como amparo as ferramentas versáteis e especializadas em solucionar os problemas que, até então, geravam os principais gargalos nos fluxos de operações logísticos.

Uma dessas tecnologias solucionadoras é o blockchain que, em uma breve descrição, é uma inovação que permite descentralizar o processo de validação em uma transação. A forma como esta cadeia de informações funciona é simples e desperta o interesse de muitos: um conjunto independente, sem interesse direto naquela troca, autêntica todos os trâmites necessários.

Em termos simples e exemplificado: em uma transação comum, quando o cartão de crédito é utilizado, quem confirma o processo de aquisição é a operadora de crédito, que recebe uma comissão da compra para esse serviço. Enquanto isso, no caso de bitcoin, quem analisa e aprova as transações são grupos que, de certa forma, emprestam poder computacional, em troca de uma pequena taxa.

Para operar desta forma, o blockchain possui quatro princípios:

Robustez – a retirada de qualquer computador – do conjunto independente – da rede não intervirá no processamento de informações;

Imutável – garante que as transações do passado não poderão ser alteradas futuramente;

Intermediação – cada transição passa a ser validada pela rede, sem a necessidade de um órgão central para realizar a validação das transações.

Transparente – todas as transações estão disponíveis e visíveis para todos;

Uma das principais vantagens que o blockchain é oferece o aumento de confiabilidade em troca de informações de forma rápida e polida.

Alinhando as vantagens do blockchain para as operações logísticas, pode-se elencar alguns dos principais potenciais que poderão ser atendidos por essa nova tecnologia:

O primeiro benefício, é promover a rastreabilidade e, consequentemente, a qualidade dos produtos finais. Com a tecnologia blockchain, é possível tornar as informações – data de validade, composição nutricional, procedência do alimento, há quanto tempo o alimento foi plantado e colhido, sobre os bens de consumo humano, como por exemplo alimentos, acessíveis ao consumidor final.

A disponibilidade destas e muitas outras informações sobre o produto não é relevante apenas para atender às exigências do consumidor final, mas para todos os elos da cadeia de suprimento, que poderão mapear cada uma de suas atividades, identificar gargalos com rapidez e tomar decisões mais assertivas sobre a gestão logística.

A segunda maior vantagem diz respeito ao período de ociosidade operacional, ou seja,  equipamentos inoperantes por falta de atividade: O blockchain viabilizará o compartilhamento de caminhões e maquinários. Sem o blockchain, na forma tradicional como os transportes de cargas ocorrem, a maioria das empresas evitam criar esse tipo de parceria, por falta de confiança na cadeia e forma de ratear os custos, que muitas vezes torna-se injusto. Em contrapartida, com o blockchain, todas as informações expostas para consulta geral, a desconfiança cede lugar à parceria que tornará transportes economicamente mais viáveis. Esta mesma vantagem é acompanhada por um outro benefício onde maquinários e caminhões ociosos não serão mais motivo de depreciação inoperante. Neste ponto, chegamos ao conceito de economia compartilhada, onde a posse é menos importante que poder apenas utilizar algo pelo tempo que for necessário.

Em suma, os resultados que o blockchain entregam estão intimamente associados a confiabilidade de informação em sua rede.

Existem diversas outras vantagens que o blockchain oferece à Logística 4.0 e o Portal Bitse tratará cada um deles em nossos próximos artigos.

Quer saber mais sobre como se preparar para esta nova revolução que o blockchain já iniciou no mundo dos negócios?

Conheça o FutureCOMEX, o maior evento de bitcoin e blockchain para comércio exterior e câmbio e como sua empresa pode se preparar para assumir uma posição bem sucedida diante do concorrentes.

Acesse www.futurecomex.com para obter maiores informações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here