Cotação de Bitcoins funciona basicamente como qualquer outra bolsa.

Envolve compradores e vendedores em um ambiente online no qual há as negociações de valores e especulações de alta e baixa.

Para acompanhar a performance das principais criptomoedas e no volume global das negociações, vamos dar dicas importantes para você neste artigo.

Mas antes de mais nada, seria interessante você repassar alguns conteúdos que já estão disponíveis em nosso blog.

Para entender o conceito das criptomoedas e ter todo o conhecimento do funcionamento delas, acesse esse artigo.

Porém, se você ainda está na dúvida de “Como ganhar dinheiro com Bitcoin”, recomendamos a leitura deste artigo em destaque.

Contudo, se você já possui o conhecimento básico, inclusive de funcionamento dos wallets ou carteiras digitais, que falamos neste artigo, a partir de agora vamos dar dicas importantes de como fazer sua Cotação de Bitcoins.

Cotação de Bitcoins: Como fazer e quais as melhores fontes de informação?

Nos últimos meses, a performance das criptomoedas, sobretudo do bitcoin tem tem tido um aumento considerável.

Porém, as oscilações negativas também são reais e com a curva muito mais acentuada do que em outros mercados.

Quando acontecem episódios de aumentos expressivos, os preços dos ativos chamam a atenção dos investidores.

Para fazer a cotação das criptomoedas, você deverá estar atento às movimentações do mercado.

A moeda digital sofre influência de mercados, mas não da mesma forma que os tradicionais.

Segundo especialistas em serviços de Blockchain – o conceito de tecnologia que rege as criptomoedas, o cálculo do valor é sobre a demanda.

Portanto, quanto mais compradores, mais o preço sobe.

Como é determinado o valor?

Por se tratar de moeda autônoma e livre de intermediações como governo ou bancos, outros fatores têm influência sobre sua cotação.

Vamos falar sobre alguns deles.

Lei da oferta e procura

A lei da demanda, como em qualquer outro mercado, interfere na Cotação de Bitcoins.

Um detalhe importante é que os bitcoins tem produção limitada.

Apenas 21 milhões de unidades serão produzidas até meados de 2020 e mais da metade já estão em circulação no mercado.

Funciona exatamente como exploração de minérios de recurso não-renovável, por exemplo.

Em determinado momento, a produção chegará ao fim e o mercado ditará a valorização das moedas disponíveis.

Com isso, a procura pela moeda se modifica de acordo com o período e a situação do mercado.

E a valorização ou a desvalorização da moeda se dá, também, a partir dessas oscilações.

Aceitação no mercado

A aceitação no mercado também é importante influência na Cotação de bitcoin.

Enquanto no passado era pouco conhecida ou usada, hoje ela já aceita por vários meios de compra e investimentos.

Essa popularização favorece a valorização da criptomoeda.

Flutuação

Um dos maiores temores de quem gostaria de investir em bitcoins é a flutuação do valor da moeda digital.

Para perder de vez esse medo, é conveniente que a pessoa tenha conhecimento sobre a área.

Por não seguir marcos regulatórios, pode ser mais suscetível a alterações naturais em seus valores, porém, com o amadurecimento do mercado, a falta de regulação se torna um mero detalhe e o mercado faz com que a volatilidade diminua.

A queda ou o aumento brusco na procura, e o consequente aumento ou diminuição do seu mercado, causam interferência no seu preço.

No entanto, há maneiras de diminuir esse impacto.

E a melhor delas é estudar o histórico daquela ação que está fazendo assim poderá saber quando investir e quando resgatar o seu dinheiro.

Faça uma avaliação do padrão de valores dos bitcoins, e assim, você poderá ter uma ideia de quais são as tendências para seu valor atual.

Só no ano de 2016, o valor do bitcoin subiu cerca de 85% e você e você pode compará-los a outros investimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here